A festa do gol nas Copas de 2014 e 2018


A festa do gol nas Copas de 2014 e 2018

Futebolisticamente, esse ano de 2018 ficou marcado pela realização da Copa do Mundo na Rússia. A França retornou ao topo do futebol mundial ao bater a Croácia na final, sucedendo à Alemanha. Hoje estabelecemos uma comparação entre a Copa de 2014, no Brasil, e a edição mais recente, disputada na Rússia.

2014

Para lá da grande festa dentro e fora as arquibancadas e dos estádios espalhados por todo o país – foi a segunda maior Copa em termos de assistências nos estádios -, a Copa do Mundo 2014 fica para a história como a edição com maior número de gols, igualando a marca registrada em 1998. Em termos de média de gols por jogo, a competição surge apenas na 13ª posição, perdendo para as nove edições que decorreram até 1970, bem como para as edições de 1978, 1982 e 1994 – se apontaram, em média 2,67 gols por jogo. A maior média de gols de sempre em uma edição da Copa do Mundo aconteceu no ano de 1954, quando se marcaram 140 gols em 26 partidas, o que perfaz uma média de 5,38 gols por encontro.

 

2018

A Copa do Mundo FIFA de 2018 ficou a três gols de bater o recorde de maior número de tentativas apontadas em uma só edição. Foram marcados 169 gols em 64 desafios, perfazendo uma média de 2,64 gols por desafio.

Para além de ter sido a Copa do Mundo com maior número de gols contra (12), a competição ficou marcada pelo elevado número de gols marcados na sequência de escanteios, cobranças de faltas e pênalits. As melhores odds para o mercado de gols estão na Betway, importando ter em conta a questão das bolas paradas, situação que poderá ser tendência nessa época esportiva 2018/19. Dos 169 gols marcados durante a Copa do Mundo 2018, 72 surgiram precisamente na sequência de bolas paradas, batendo máximos nesse sentido: segundo a FIFA, a Copa com maior número de gols na sequência de bolas paradas até então era a Copa de 1998, com 62 tentativas na sequência dessas situações.