Menu

Messi – números, estatísticas, gols, assistências, média e participações diretas

Messi – Estatísticas

Messi - estatísticas
ClubeJogosGolsAssistênciasMédia
Barcelona7786722680,86
PSG7532340,43
Inter Miami131110,85
TOTAL8667153030,83

De Rosário para Barcelona

Melhor jogador de todos os tempos? Para alguns torcedores, sim. Lionel Andrés Messi Cuccittini, ou simplesmente Messi, nasceu no dia 24 de junho de 1987, na cidade de Rosário, localizada na Argentina.

A carreira de Messi no futebol começou em 1995, nas categorias de base do Newell’s Old Boys, ficando até 2000. O jogador enfrentou alguns problemas nas categorias de base após ser diagnosticado com uma deficiência do hormônio de crescimento. O talento do argentino chamou a atenção do Barcelona, que concordou em pagar o seu tratamento.

Nas categorias de base do Barça, o atacante se destacava pela velocidade, dribles e o estilo diferente de jogar, mantendo a bola sempre o mais próximo a seu pé esquerdo. Em 2003, foi promovido ao Barcelona C, marcando cinco gols em dez jogos e no ano de 2004, chegou ao Barcelona B, entrando em campo 22 vezes e balançando as redes em seis oportunidades.

Estreia no Barcelona e início de uma história espetacular

Considerado a grande revelação do Barcelona, Messi foi integrado ao elenco principal da equipe na temporada 2004-05, iniciando uma história espetacular na Catalunha. A estreia foi contra o Espanyol no dia 16 de outubro de 2004 e o primeiro gol foi no dia 1 de maio de 2005, no confronto contra o Albacete.

Na temporada seguinte, em 2005-06, ganhou mais espaço no Barcelona, sendo considerado um jogador fundamental da equipe e aproveitando as oportunidades para conseguir a vaga entre os titular. Em junho de 2005, assinou um contrato válido até 2014. Além disso, foi bicampeão da La Liga e levantou o primeiro troféu da Champions League.

Considerado coadjuvante de Ronaldinho Gaúcho, assumiu o protagonismo aos poucos, encantando o mundo em 2008-09, quando marcou 38 gols e deu 17 assistências. Vestindo a camisa dez e no comando de Pep Guardiola, Messi conseguiu a tríplice coroa com a Copa Del Rey, La Liga e Champions League.

No início da temporada 2009-10, estendeu o vínculo com o Barcelona até 2016. Posteriormente, em dezembro, foi eleito pela primeira vez na carreira o melhor jogador do mundo pela France Football e pela FIFA.

Com o passar das temporadas, Messi quebrava mais recordes. Em 2010, chegou ao 100º gol com a camisa do Barcelona. Além disso, conseguiu duas marcas impressionantes. A primeira sendo um total de 11 gols em cinco jogos. Posteriormente, oito tentos no período de uma semana.

A melhor temporada de Messi foi em 2011-12, quando o jogador marcou impressionantes 73 gols, além de 29 assistências. Bem como escreveu o nome na história do Barcelona ao quebrar diversas marcas importantes, sendo fundamental na conquista de muitos títulos.

No Barça, foi campeão dez vezes da La Liga, oito da Supercopa da Espanha, quatro da Champions League, sete da Copa Del Rey e tricampeão Mundial de Clubes e Supercopa da UEFA. Além disso, foi eleito seis vezes o melhor jogador do mundo, bem como é o maior artilheiro da equipe com 672 gols e o jogador com mais partidas, com 778 jogos.

Despedida e acerto com o PSG

Após muitas divergências, Messi e Barcelona chegaram a um acordo para a renovação contratual, mas não foi assinada por questões financeiras da equipe. Assim, em agosto de 2021, o jogador se despediu oficialmente da equipe após 17 temporadas.

Posteriormente, assinou com o PSG, reeditando a dupla de ataque com Neymar, com o trio sendo fechado com Mbappé. Logo no primeiro ano, marcou 11 gols e deu 14 assistências, enfrentando alguns problemas na adaptação com a nova equipe, mas foi campeão da Ligue 1 e da Supercopa da França.

No segundo ano, demonstrou ótima evolução e adaptação no PSG. Superando o número de gols em apenas 19 jogos disputados, sendo uma peça fundamental para a equipe. Saiu da equipe com 75 partidas e 32 tentos marcados

Ida ao Miami Inter

Depois de temporadas conturbadas no PSGLionel Messi assinou contrato com o Inter Miami. O jogador deve ficar no time por duas temporadas, inicialmente.

Redenção na Argentina

Em muitos momentos, Lionel Messi foi criticado pelos torcedores, por supostamente não repetir a mesma atuação do Barcelona vestindo a camisa da Seleção Argentina. O atacante era a esperança para que o país quebrasse o longo jejum de títulos.

O jogador conseguiu três oportunidades para ser campeão com o país, mas perdeu a Copa do Mundo 2014 para a Alemanha. Além da Copa América 2015 e 16, ambos para o Chile.

No entanto, em 2021, o tão sonhado título veio. Liderando a Albiceleste, Messi foi campeão da Copa América 2021 após vencer o Brasil na decisão por 1 x 0. Posteriormente, derrotou a Itália por 3 x 0 e garantiu o troféu da Finalíssima. O destaque vai para o final de 2022, quando o atacante foi campeão da Copa do Mundo, vencendo a França nos pênaltis.