Menu

Morata – números e estatísticas

Morata – estatísticas

Números de  Morata atuando em competições oficiais por Chelsea, Real Madrid e Juventus: gols, assistências e partidas disputadas:
Estadísticas de Álvaro Morata disputando competiciones oficiales por Chelsea, Real Madrid y Juventus: goles, asistencias e partidos jugados:

Morata - estatísticas
ClubeJogosGolsAssistênciasMédiaParticipações diretas
Atlético de Madrid802760.3433
Chelsea722460.3330
Real Madrid9531110.3342
Juventus18559390.3298
TOTAL432141620.33203

Fontes: transfermarkt.uk

Álvaro Borja Morata Martín, atacante do Atlético de Madrid, nasceu no dia 23 de outubro de 1992, na cidade de Madrid, na Espanha. O jogador passou por grandes clubes do futebol europeu e é constantemente convocado para defender a Seleção Espanhola.

O começo no rival 

Morata começou a carreira no Atlético de Madrid, onde atuou pelos juniores do clube. Pouco tempo depois, em 2007, o jovem atacante se juntou ao Getafe, assim, começou a chamar atenção nos campeonatos que disputava. O Real Madrid gostou do centroavante e resolveu dar uma oportunidade no sub-18 da equipe.

O atleta não sentiu a pressão de jogar no rival de Madrid, além disso, rapidamente se adaptou ao estilo de jogo. Dessa forma, ingressou ao Real Madrid Castilla. A estreia aconteceu em 2010, contra o FC Coruxo. Com 15 gols na temporada, Morata recebeu a oportunidade de jogar no time principal, em partida válida diante do Real Zaragoza .

Apesar da estreia no time profissional, Álvaro continuou no Castilla até 2013, com 83 partidas, 44 gols e 12 assistências, ou seja, números impressionantes para um jovem centroavante. Na temporada 2013/14, o atacante permaneceu no Real Madrid, recebeu algumas oportunidades entre os titulares e ganhava experiências com os outros jogadores do setor ofensivo.

Após a época 2013/14, para ter mais tempo dentro de campo, Morata aceitou a proposta da Juventus, da Itália, assim, depois de cinco anos no Real Madrid, o centroavante mudou de equipe e de país. O time italiano pagou cerca de 20 milhões de euros para ter o passe do espanhol.

A boa fase na Juventus

Álvaro chegou ao time italiano para compor o elenco, afinal, Carlos Tévez era o titular da posição. O 1° gol com a nova camisa demorou para acontecer. Em resumo, na 10ª rodada da Serie A, contra o Empoli, o centroavante balançou as redes e ajudou na vitória. Após isso, Morata ganhou espaço, assim, jogou ao lado de Tévez, mais aberto pelos lados do campo. Na UEFA Champions League, foi fundamental na campanha da Juventus, que chegou até a final, mas perdeu para o Barcelona pelo placar de 3 x 1.

A temporada 2014/15 para Morata foi especial. Apesar de não conquistar a Liga dos Campeões, o centroavante conseguiu ter tempo dentro de campo. Foi campeão da Copa da Itália e Campeonato Italiano. A boa fase continuou na época seguinte, com 47 jogos, 12 gols e 11 assistências. Novamente, conquistou os títulos da Copa da Itália e Campeonato Italiano.

O Real Madrid tinha uma clausula de recompra do jogador. Dessa maneira, com o bom desempenho na Juventus, o time espanhol decidiu pagar 30 milhões de euros para ter Morata novamente no elenco.

A volta ao Real Madrid e oportunidade no Chelsea 

Morata buscou ser titular da equipe, fez bons jogos e marcou 20 gols na temporada, ou seja, foi o vice artilheiro da equipe na temporada, ficou atrás somente de Cristiano Ronaldo. Todavia, começou entre os titulares em 18 dos 43 jogos em que disputou.

Conquistou a UEFA Champions League, Supercopa da UEFA e também o Campeonato Espanhol. Entretanto, os poucos minutos dentro de campo prejudicaram o atleta. Com isso, o Chelsea, que precisava de um centroavante, decidiu pagar 66 milhões de euros e assinou com Morata. Por conta do alto valor gasto, o espanhol chegou com grandes expectativas, mas a passagem pelo clube londrino foi complicada.

Uma lesão nas costas atrapalhou Morata ao longo da época 2017/18. Além disso, dentro de campo, o atacante não mostrou o mesmo desempenho que tinha na Juventus ou Real Madrid. Em 48 partidas, marcou 15 gols e deu seis assistências. Mesmo sendo praticamente os mesmo números que apresentou no time italiano, Álvaro tinha o peso de ter custado 66 milhões de euros. A torcida perdeu a paciência com o jogador.

Para a temporada 2018/19, o Chelsea decidiu manter o jogador pelo menos até metade da época, mas o futebol apresentado continuou abaixo, afinal, balançou as redes em apenas nove oportunidades e sofreu uma lesão no joelho e na coxa. O clube londrino colocou o jogador no mercado, assim, o Atlético de Madrid pagou 18 milhões de euros para contratar o centroavante por empréstimo até o fim da temporada 2019/20.

De volta as raízes

Após passar pelas categorias de base da equipe, Morata estreou no profissional do Atlético de Madrid contra o Real Betis, pela 22ª rodada do Campeonato Espanhol. Sem o peso dos 66 milhões de euros nas costas, o atacante voltou a jogar bem, principalmente na época 2019/20, onde foi fundamental no jogo contra o Liverpool, pelas quartas de final da UEFA Champions League. Naquela ocasião, o centroavante marcou um gol e deu uma assistência na prorrogação.

Com o fim do empréstimo, o Atlético de Madrid comprou o jogador por 35 milhões de euros. Todavia, a Juventus conseguiu contratar Álvaro por empréstimo logo em seguida, com um valor de 20 milhões de euros.

Apesar de sofrer com uma lesão nas costas, Morata viveu grandes momentos na Juventus. Logo na época 2020/21, na final da Supercopa da Itália, o centroavante entrou na segunda etapa e marcou um gol diante do Napoli. Dessa forma, conquistou o título da competição.

Em duas temporadas com a camisa da La Vecchia Signora, Morata participou de 92 partidas, balançou as redes em 32 oportunidades e deu 21 assistências. A Juventus tentou contratar o atleta em definitivo, mas não conseguiu. Então, na atual temporada, o jogador voltou ao Atlético de Madrid, onde é titular na maioria dos jogos. Com 30 anos de idade, Álvaro possui contrato com o clube até junho de 2024.