Menu

Prêmio Craque do Brasileirão: história do prêmio e ganhadores anteriores

Você provavelmente já ouviu falar do prêmio “Craque do Brasileirão”, o qual desde 2005 premia os melhores jogadores do Campeonato Brasileiro de Futebol.

O que é e como surgiu o Prêmio Craque do Brasileirão?

Desde 2005, o futebol brasileiro segue um ritual para premiar seus melhores jogadores do ano. O Prêmio Craque do Brasileirão surgiu como uma iniciativa da Rede Globo junto com a CBF – a Confederação Brasileira de Futebol – com a intenção de conceder prêmios aos melhores jogadores da Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol.

A cerimônia de premiação acontece todos os anos na primeira segunda-feira depois do último jogo da última rodada do Brasileirão daquele ano. É nesse dia quando vemos todos os jogadores que estamos acostumados a assistir trajados com roupas de esportes, usarem trajes elegantes, para mais além do esporte fino. Estamos falando de terno e gravata, porque o prêmio é chique à beça!

Quem julga os craques do Brasileirão?

O mais interessante é que a eleição é realizada por uma banca de jurados, que é representada por um colégio eleitoral repleto de jogadores, treinadores, jornalistas e ex-futebolistas que votam nos melhores jogadores de cada posição naquele ano. Os três que forem mais votados para cada posição serão então os finalistas, assim como os três treinadores e três árbitros mais votados. É isso mesmo, o prêmio Craque do Brasileirão também concede prêmios aos técnicos e juízes! Legal, né?

Ainda existe também o Prêmio Craque da Galera, inserido no evento desde o ano de 2006, quando a organização começou a receber votos enviados pelo público pela internet, para eleger os melhores jogadores de cada partida e então, depois da temporada inteira, os melhores jogadores de todo o campeonato.

Lista de craques do brasileirão eleitos pelo prêmio

Mas e aí, será que você lembra quem foram os vencedores de cada ano da premiação? Veja abaixo uma lista completa com todos os grandes vencedores desde o início do prêmio!

2005 – Tévez (Corinthians)

O primeiro ano do prêmio do craque do Brasileirão foi marcado pela vitória de um jogador…pasmem: argentino! Tévez, então atacante do Corinthians, merecia e muito o prêmio, tendo marcado incríveis 20 gols em 29 partidas jogadas. Dia 6 de novembro de 2005 foi marcado por um hat trick ainda mais admirável de Carlitos, numa goleada histórica do timão por 7 a 1 sobre o Santos.

2006 e 2007 – Rogério Ceni (São Paulo)

Rogério Ceni: um dos maiores nomes da história do futebol brasileiro e, sem dúvidas, o maior nome da história recente do São Paulo, o goleiro artilheiro foi o único goleiro da história a receber o prêmio até hoje, ao mesmo tempo em que foi o primeiro a receber o prêmio de Craque do Brasileirão por 2 anos seguidos. Foram 129 gols marcados ao longo da carreira e cumpriu um papel chave para o bicampeonato brasileiro conquistado pelo tricolor.

2008 – Hernanes (São Paulo)

Esse ano tivemos mais um jogador são paulino. Dessa vez, o craque pernambucano Hernanes ganhou o troféu, sendo um dos maiores astros do título são paulino deste ano.

2009 – Diego Souza (Palmeiras)

Diego Souza inaugurou o hall de vencedores do prêmio Craque do Brasileirão a despeito da performance do seu time, o Palmeiras, que não foi o campeão nacional daquele ano. De qualquer forma, Diego Souza foi autor de 8 gols do Palmeiras e foi o maior e mais espirituoso líder do campeonato. Entretanto, aquele ano deu Flamengo.

2010 – Darío Conca (Fluminense)

Aqui tivemos mais um estrangeiro vencendo o prêmio de melhor jogador do Brasileiro, e mais uma vez um argentino. Que honra para os nossos Hermanos, hein! Imaginem como iríamos zuar os argentinos se os brasileiros ganhassem duas vezes o prêmio de melhor jogador do campeonato deles… De qualquer forma, o meio-campista Darío Conca teve um prêmio mais do que merecido, sendo uma peça essencial para o ataque matador que tinha o Flu naquele ano. O Fluminense foi o campeão brasileiro daquele ano, quando conquistou seu 3º título da história.

2011 – Neymar (Santos)

Realmente, 2011 não tinha como não ser o ano de Neymar como o grande Craque do Brasileirão. Ele havia acabado de subir para o time profissional, com dois anos na equipe principal. Nessa temporada, foram 13 gols em 21 jogos, um feito impressionante para o nível de competitividade do futebol brasileiro.

2012 – Fred (Fluminense)

2012 foi novamente o ano do Fluminense, com o tricolor carioca vencendo a competição e Fred, seu principal jogador e atacante, vencendo o prêmio de Craque do Brasileirão daquele ano. Foram 28 partidas com 20 gols ao longo delas, uma média de mais de 0,7 gols por jogo! Fred também foi o artilheiro do campeonato de 2012.

2013 e 2014 – Éverton Ribeiro (Cruzeiro)

Finalmente outro jogador alcançou Rogério Ceni no feito de ganhar o prêmio craque do Brasileirão em duas ocasiões seguidas. Isso que Éverton Ribeiro nem sequer é atacante, e sim meio-campo. Mas foi um meio-campo mais do que essencial para o Cruzeiro, que se consagrou campeão desses dois anos seguidos.

2015 – Renato Augusto (Corinthians)

Renato Augusto é um meio-campo que foi importantíssimo para o Corinthians ao longo da temporada de 2015, quando o timão foi campeão. Foram 30 atuações em 38 jogos, com o meia participando de absolutamente todos os momentos do coringão naquele ano.

2016 – Gabriel Jesus (Palmeiras)

Hoje famoso e atacante titular da seleção brasileira, em 2016 Gabriel Jesus tinha apenas 19 anos e era uma revelação, mas uma revelação e tanto! Foram 12 gols pelo Palmeiras, que chegou até o título desbancando todos os competidores.

2017 – Jô (Corinthians)

Apesar de ter sido revelado muitos anos antes pelo Corinthians, foi apenas em sua segunda passagem pelo clube, em 2017, que o jogador conquistou o prêmio de Craque do Brasileirão e despontou como artilheiro. 18 gols que foram de grande ajuda para o título do Corinthians daquele ano.

2018 – Dudu (Palmeiras)

Dudu é o maior artilheiro do século da equipe palmeirense, e em 2018 foram 7 gols no Brasileirão. Não são muitos, é verdade, mas ninguém duvidou do merecimento de Dudu como Craque de 2018.

2019 – Bruno Henrique (Flamengo)

Com o português Jorge Jesus, o “Mister” à frente da comissão técnica da equipe, o elenco de 2019 do Flamengo venceu a Libertadores e o Brasileirão com facilidade. Bruno Henrique foi, junto com Gabigol, o astro e uma peça fundamental do setor ofensivo da equipe.

E em 2020, quem será o vencedor do Craque do Ano? Já tem seu palpite?