Brasil: passado e presente

 

Brasil: passado e presente

O Brasil é o campeão que tem o recorde de Copa s do mundo contabilizando um total de 5 conquistas: 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002.  O técnico Tite segue para a competição de 2018, na Rússia, com uma equipe muito bem montada, com capacidade para conquistar o mundo.

No percurso para conquistar o campeonato pela sexta vez, e pela primeira vez em solo europeu, o Brasil pretende ultrapassar a atual campeã Alemanha, bem como outros fortes concorrentes como França, Espanha e Argentina  na busca pelo título.

Betfair apostas futebol As apostas atualmente mostram a equipe de Tite como segunda favorita para a Copa de 2018 e com apostas apenas ligeiramente mais baixas do que as da favorita Alemanha.

Veja uma comparação entre os antigos jogadores e a atual seleção:

Copa do mundo de 1958

Pelé

Considerado o melhor jogador de futebol da história do esporte por muitos, com 17 anos de idade Pelé se tornou o jogador mais jovem a participar de uma Copa do mundo quando estreou em 1958.  O adolescente provou ser uma sensação, marcando seis gols em apenas quatro partidas, incluindo dois na final na qual o Brasil venceu sua primeira Copa do mundo, derrotando a Suécia por 5 a 2.

Comparação com jogador atual: Neymar

O mais próximo que o Brasil tem do Pelé nos dias de hoje é o  atacante Neymar,  que atualmente joga pelo Paris Saint-Germain.  O jogador de 25 anos está no caminho para quebrar o recorde de Pelé de maior número de gols marcados pela seleção, mas será que ele conseguirá conduzir sua seleção à conquista dessa Copa do mundo?

Vavá

Jogador que fez gols a favor do Brasil tanto na conquista de 1958 quanto na de 1962, Vavá marcou na semifinal e na final de ambas as competições.  Ele é amplamente considerado um dos maiores marcadores de gol da sua geração, apesar de só ter jogado pelo Brasil em 20 ocasiões.  Nove do seu total de 15 gols pela país foram marcados em Copas do mundo.

Comparação com jogador atual: Gabriel Jesus

Gabriel Jesus, jogador do Mancheste City não é uma grande influência no esporte mas aparece com frequência na hora certa e no local certo para colocar a bola no fundo da rede.

Copa do mundo de 1962

Garrincha

Com Pelé lesionado durante quase toda a competição de 1962, Garrincha e companhia intensificaram a luta pelo troféu para defender o título da Copa do mundo para Brasil.  O passarinho foi um dos vencedores da Bota de ouro no Chile, e marcou dois gols na vitória de 4 a 2 contra os anfitriões na semifinal.  Muitos jogadores não conseguiam se aproximar de Garrincha pois ele era conhecido pelas suas excelentes capacidades de drible.

Comparação com jogador atual: Philippe Coutinho

O jogador de ataque do meio-campo do Barcelona pode ser a melhor comparação com Garrincha na seleção atual, mas ainda assim não chega perto da habilidade da lenda do futebol.  Apesar de Philippe Coutinho marcar alguns gols pelo seu time e pela seleção, ele não tem consistência.

Nílton Santos

O Brasil não produz muitos zagueiros de nível mundial, mas Nílton Santos é considerado um dos melhores zagueiros esquerdos de todos os tempos .  Ele fez toda sua carreira no Botafogo e jogou 75 vezes pela seleção, incluindo as partidas as conquistas das Copas do mundo de 1958 e 1962.

Comparação com jogador atual: Marcelo

Infelizmente para o Brasil, atualmente não existe um zagueiro esquerdo cuja qualidade se aproxime da de Nílton Santos.  Marcelo, jogador do Real Madrid, vai iniciar aqui durante a Copa do Mundo.  O jogador de 29 anos tem pouca disciplina no que diz respeito a dar grandes chutes na bola para posicioná-la mais para a frente e a deixar espaços na defesa possibilitando uma oportunidade para o adversário.

Copa do mundo de 1970

Jairzinho

Em 1970, o Brasil se tornou a primeira seleção a vencer consecutivamente a Copa do Mundo, conquistando a terceira vitória.  Um jovem Jairzinho tinha passado pela decepção de 1966, mas seguiu para o México como um dos principais jogadores do mundo e com o Pelé ao seu lado, Jairzinho venceu a Bota de ouro da competição com sete gols que incluíam a marcação em cinco dos seis jogos disputados pelo Brasil.

Comparação com jogador atual: Lucas Moura

O lugar de Lucas Moura na Copa do mundo é incerto a menos que ele procure um afastamento do Paris Saint-Germain este mês, já que não irá se apresentar pelo time de Unai Emery.  Fora isso, o brasileiro dispõe de muito ritmo e talento pela lateral direita.

Carlos Alberto

Outro zagueiro que está entre os melhores do Brasil é Carlos Alberto.  Parte integrante da seleção brasileira de 1970, que é considerada por muitos a melhor seleção nacional de todos os tempos, o zagueiro direito marcou na vitória por 4 a 1 contra a Itália na final.

Comparação com jogador atual: Dani Alves

Aos 34 anos de idade, Dani Alves deve competir pela última vez em uma Copa do mundo na edição de 2018.  O zagueiro direito do Paris Saint-Germain tem estado no seu melhor por muitos anos nas partidas pelo seu time e já ultrapassou a marca de 100 jogos pela seleção brasileira.  Dani Alves é excelente nos grandes chutes para dar apoio ao ataque e ocasionalmente também marca gols.

1994

Carlos Dunga

O Brasil voltaria 24 anos antes de vencer a quarta Copa do mundo em 1994. Dessa vez, ele era liderado por Dunga no centro do meio-campo.  Dunga era excelente em cortar a posse de bola e iniciar ataques.  Ele também era considerado um criador de jogadas recuado com precisão nos passes longos.

Fernandinho

Apesar de o Brasil não ter um criador de jogadas recuado na seleção atual, ele tem Fernandinho para interromper o ataque adversário com a sua leitura de jogo e com seu tempo correto de respostas.

Romário

O principal marcador de gols do Brasil na Copa do mundo de 1994 foi o então atacante do Barcelona, Romário.  Ele marcava gols frequentemente em todos os times que jogava, incluindo PSV Eindhoven, Vasco da Gama e Flamengo.  Ele marcou 55 gols em apenas 70 jogos pelo Brasil, mas infelizmente, devido a lesões, ele não foi convocado para a seleção da Copa do Mundo de 1998.

Comparação com jogador atual: Gabriel Jesus

Apesar de só ter 20 anos de idade, Gabriel Jesus já mostrou muito potencial, mas tem um longo caminho a percorrer antes de podermos considerar uma verdadeira comparação com o grande Romário.

2002

Ronaldo

Muitas pessoas questionaram as habilidades  de Ronaldo para a copa de 2002 depois de três anos de problemas no joelho no Internazionale.  No entanto, o grande atacante provou a todos os que tinham dúvidas que  eles estavam errados quando ganhou a Bota de ouro por ter marcado em seis dos jogos do Brasil no Japão/na Coreia do Sul,  deixando de marcar apenas contra a Inglaterra nas quartas de final.

Comparação com jogador atual: N/A

O Brasil não tem nenhum atacante absoluto com o ritmo, a força, o talento e a habilidade natural de finalização que o Ronaldo tinha na época dele.

Ronaldinho

Apesar de ter sido  expulso nas quartas de final na vitória contra a Inglaterra, Ronaldinho provou ser uma das estrelas da Copa do mundo de 2002. Ele é um dos jogadores mais habilidosos que alguma vez conquistou uma partida e era um ótimo finalizador também.

Comparação com jogador atual: Neymar

A melhor comparação que o Brasil tem atualmente com Ronaldinho em termos de ser imprevisível e de ser um marcador de gols é Neymar. Coincidentemente, a carreira de ambos os jogadores passou pelo Barcelona e pelo Paris Saint-Germain.

Rivaldo

Outra estrela da Copa do mundo de 2002 e do futebol em geral foi o Rivaldo.  A estrela brasileira se destacou no cenário mundial nos jogos pelo Barcelona e a copa sediada no Japão/na Coreia do Sul foi onde Rivaldo mostrou sua habilidade a todos.  Apesar de uma simulação de falta ridícula em uma partida contra a Turquia, o  jogador de ataque do meio-campo marcou cinco gols.

Comparação com jogador atual: N/A

Não existe nenhum jogador na seleção brasileira atual com a força, a habilidade de marcar gols e um pé esquerdo renomado, como tinha Rivaldo.




FUTDADOS.COM
Right Menu Icon

APOSTA ESPORTIVA