Menu

    Football Manager: Melhor Programa de Treinamento Para Sua Primeira Temporada

    A cada edição, o Football Manager se torna mais detalhado e repleto de recursos para os jogadores. Isso inclui, por exemplo, as funcionalidades na configuração dos treinamentos no Football Manager 2020, que muita gente prefere, ainda, ignorar. Atualmente, cerca de 80% dos jogadores do FM evita a questão dos treinamentos e coloca seus assistentes para cuidar disso. Afinal, lidar com profundidade desse aspecto do jogo exijo tempo e planejamento do jogador.

    Acontece que, se você tiver tempo e disposição, além de vontade de elevar o nível da sua equipe, colocar a mão na massa e planejar seus próprios treinamentos pode render ótimos frutos. Até recentemente, contratar treinadores 5 estrelas e colocá-los para trabalhar era suficiente para obter um bom rendimento da equipe. No entanto, com a sofisticação do jogo, visível no FM 2020, pode ser sentida uma diferença bem grande entre quem deixa a coisa no automático e quem senta à mesa para resolver a questão dos treinamentos.

    Limitações do treinamento

    Um ponto importante a destacar, antes de falar sobre os tipos de treinamento, é que as instalações dos clubes também fazem diferença nos resultados. Logicamente, um clube como o Manchester United, por exemplo, tem instalações para treinamento muito superiores às de um clube como o Juventude. Logo, o desenvolvimento dos jogadores será maior e mais rápido que no clube inglês.

    Da mesma forma, o Manchester United será capaz de atrair e pagar por treinadores de reputação internacional, enquanto o Juventude só poderá oferecer contratos de meio período na primeira temporada. Isso limita a qualidade dos técnicos que o clube gaúcho pode contratar e, assim, restringe a capacidade que seus jogadores terão de melhorar suas estatísticas por meio de treinamento.

    Esses fatores sempre devem ser levados em conta antes de você avaliar um programa de treinamento. Você simplesmente não obterá o melhor de seus jogadores até que esteja competindo no mais alto nível. Isso não quer dizer, claro, que os treinamentos não são importantes – pelo contrário!

    Um bom programa de treinamento pode desenvolver muito seus jogadores. Principalmente aqueles que ainda estejam em idade de desenvolvimento e possam explorar melhor seu potencial físico. Os jogadores na faixa etária de 16 a 24 anos são o que têm os maiores ganhos nas estatísticas com o treinamento, e o pico da maioria dos jogadores costuma ocorrer entre os 26 e os 31 anos.

    Por isso, sempre é necessário verificar não só a capacidade atual de um jogador, ao avaliar sua contratação, mas também sua capacidade potencial. Assim, você terá uma ideia do quanto você poderá desenvolvê-lo ao colocá-lo em contato com o melhor programa de treino, as melhores instalações e os melhores treinadores do mercado.

    O que faz um programa de treinamento ser bom?

    Como já foi dito, o melhor programa de treinamento só pode ser realizado quando seu clube tem instalações de ponta e treinadores de primeira linha. Ainda assim, muitos princípios importantes podem ser aplicados a qualquer time, esteja ele na liga em que estiver, desde que você mantenha suas expectativas no nível correto.

    Treinadores

    A personalidade dos treinadores tem um papel importante no FM20. Para garantir que os treinadores do seu time tenham uma influência positiva sobre o desenvolvimento de seus jogadores, traga apenas aqueles que são considerados “cidadão-modelo” ou próximo disso. Os traços de personalidade dos treinadores não influenciam apenas os jogadores de forma positiva, mas também os demais treinadores.

    As estatísticas mais importantes de qualquer treinador TOP no FM20 são: determinação, nível de disciplina e motivação. Se você estiver em um clube de ponta, deverá tentar treinadores com rating 15, pelo menos, em cada uma dessas categorias.

    Intensidade

    No FM20, os managers costumam treinar seus jogadores em posições específicas, mas você pode deixar essa área em branco e apenas colocar o jogador na posição onde você deseja acostumá-lo a jogar. Enquanto isso, pode configurar seu treinamento individual para o dobro, o que costuma produzir resultados melhores.

    Ao selecionar uma área no treinamento individual de um jogador, selecione algo em que você realmente vê espaço para melhorias, como cruzamento ou trabalho em equipe. Ao longo do tempo, você poderá notar melhoras significativas nos ratings.

    Descanso

    Quando você está na guia de treinamento, pode entrar na seção Descanso para identificar as condições dos jogadores. Isso é importante para a definição da intensidade dos treinamentos. Você pode seguir esta lógica, conforme o nível de energia do jogador:

    • < 60%: trabalho de ginásio
    • 60-70% meia intensidade
    • 70-80% intensidade normal
    • > 80% intensidade dupla

    Assim, você evitará lesões desnecessárias em seus jogadores, e garantirá que eles estão aproveitando ao máximo os treinamentos.

    Programas de treinamento

    Os cronogramas dos treinamentos no FM20 são definidos a cada semana. Os programas de treinamento que listamos a seguir foram criados para as seguintes situações:

    1. Uma semana com apenas uma partida para jogar
    2. Uma semana com duas partidas para jogar
    3. Uma semana sem jogos

    Semana com 1 jogo

    • Segunda-feira – S1: Treino físico. S2: Geral. ES: Descanso
    • Terça-feira – S1: Campo externo. S2: Rachão. ES: Recuperação
    • Quarta-feira – S1: Ataque. S2 Defesa. ES: Descanso
    • Quinta-feira – S1: Movimento de ataque. S2: Formação de defesa. ES: Recuperação
    • Sexta-feira – S1: Transição – Imprensa. S2: Descanso. ES: Preparação para a partida
    • Sábado – S1: Descanso. S2: Jogo . ES: Descanso
    • Domingo – S1: Recuperação. S2: Descanso. ES: Descanso

    Semana com 2 jogos

    • Segunda-feira – S1: Campo externo. S2: Descanso. ES: Descanso
    • Terça-feira – S1: Transição – Imprensa. S2: Descanso. ES: Preparação para a partida
    • Quarta-feira – S1: Descanso. S2: Jogo. ES: Descanso
    • Quinta-feira – S1: Recuperação. S2: Análise da partida. ES: Descanso
    • Sexta-feira – S1: Ataque. S2: Descanso. ES: Preparação para a partida
    • Sábado – S1: Descanso. S2: Jogo. ES: Descanso
    • Domingo – S1: Recuperação. S2: Descanso. ES: Descanso

    Semana sem jogos

    • Segunda-feira – S1: Treino físico. S2: Transição – Pressão. ES: Descanso
    • Terça-feira – S1: Geral. S2: Transição – Restrição. ES: Descanso
    • Quarta-feira – S1: Táticas de partida. S2 Rachão. ES: Recuperação
    • Quinta-feira – S1: Sobreposição de ataque. S2: Defesa de frente. ES Construção de trás
    • Sexta-feira – S1: Trabalho em equipe. S2: Movimento de ataque. ES: Formação de defesa
    • Sábado – S1: Táticas de Partida. S2: Rachão. ES: Recuperação.
    • Domingo – S1: Recuperação. S2: Chutes livres. ES: Descanso

    Lembre-se que esses programas foram desenvolvidos para um determinado estilo de jogo e formação. Adapte-o à sua própria filosofia para desenvolver da melhor forma seus jogadores. Boa sorte!