Menu

    Arena do Grêmio – Grêmio FBPA

    Clube: Grêmio FBPA

    Inauguração: 2012

    Capacidade: 55.662

    Descrição e história do estádio

    A Arena do Grêmio foi construída para substituir o Estádio Olímpico Monumental, que foi a tradicional casa do clube desde sua inauguração, em 1954, até a mudança para o novo estádio.

     

    O projeto da Arena teve início em 2007, quando foi constituído um consórcio de projetos a serem apresentados ao conselho do clube. Apesar de não ser uma ideia muito discutida nos anos anteriores, a proposta de construção de um novo estádio teve um empurrão importante com a escolha do Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014. Naquele momento, como ficou claro que Porto Alegre provavelmente seria uma das sedes da Copa, o Grêmio passou a disputar com o Inter o prestígio de receber jogos da competição.

     

    Como o Estádio Olímpico (1954) era mais antigo que o Beira-Rio (1969) e sua reforma foi considerada mais complicada, aos poucos foi ficando claro que o favoritismo estava com o estádio do Inter, que afinal foi escolhido como sede. No entanto, o Grêmio preferiu desenvolver, mesmo assim, os planos de sua nova arena. A proposta teve rejeição de parte da torcida e de diretores antigos do clube, já que o Olímpico havia sido palco de muitas conquistas do clube e era considerado um dos estádios mais tradicionais do país. Havia, ainda, a crença de que seria possível reformar o Olímpico ou reconstruí-lo no mesmo local, preservando alguns elementos de sua estrutura ou de sua fachada, como ocorreu com o próprio Beira-Rio.

    Apesar da polêmica, ganhou corpo a proposta de construir o novo estádio em outro terreno na cidade de Porto Alegre, inclusive pelo aspecto financeiro. Afinal, a área do antigo estádio poderia ser vendida para cobrir parte do valor da construção da Arena, que ficaria em um terreno menos valorizado que o anterior. Em 2008, foi definido um terreno na zona norte da cidade de Porto Alegre. Ao contrário do estádio anterior, que estava (e está, visto que ainda não foi demolido) situado em uma região residencial densamente populosa e próxima ao centro da cidade, o novo local estava nos limites do perímetro urbano de Porto Alegre. Ao seu redor, há alguns bairros nos quais predominam casas e alguma atividade industrial.

     

    A aprovação do conselho do clube foi recebida no final de 2008, com pouca oposição. As obras foram iniciadas em setembro de 2010 e podiam ser acompanhadas em tempo real em um site especial dedicado ao projeto. O modelo escolhido para o financiamento do projeto também foi alvo de polêmica, visto que a construtora OAS ficou encarregada de realizar as obras e recebeu o direito de gerir o estádio (e dividir os lucros) por muitos anos, para cobrir parte do valor que investiu em sua construção.

     

    Os imbróglios do Grêmio com a OAS aumentaram após sua construção, incluindo discussões a respeito da responsabilidade pelas obras no entorno do estádio e a entrega da propriedade do antigo Olímpico Monumental para a construtora, que não ocorreu até hoje. As negociações pela compra dos direitos de gestão da Arena pelo clube viraram uma verdadeira “novela”, sem prazo ou previsão de sucesso atualmente.

     

    A Grêmio Arena foi inaugurada oficialmente no dia 8 de dezembro de 2012, com um grande espetáculo e um amistoso entre o Grêmio e o Hamburgo, da Alemanha. A escolha do adversário não poderia ser mais oportuna, visto que o Hamburgo foi o rival do Grêmio na conquista do título mundial de 1983. A partida terminou com uma vitória do time da casa por 2 a 1, e o primeiro gol do estádio foi marcado pelo atacante André Lima.

     

    Embora a Arena do Grêmio atenda a todos os requisitos da FIFA, ela não foi escolhida para servir como local de jogo da Copa do Mundo de 2014. No entanto, o estádio recebeu partidas da Copa América de 2019, incluindo três jogos da fase de grupos, um das quartas de final (a vitória do Brasil sobre o Paraguai nos pênaltis, após empate em 0 a 0 no tempo normal) e uma semifinal (a vitória do Peru sobre o Chile por 3 a 0). O estádio ainda recebeu um amistoso da Seleção contra a França, antes da Copa de 2014 (3 a 0), e a vitória por 2 a 0 sobre o Equador pelas eliminatórias da Copa de 2018.

     

    A Arena do Grêmio foi palco dos títulos da Copa do Brasil de 2016, após empate em 1 a 1 com o Atlético Mineiro, e da Recopa Sul-Americana de 2018, vencida nos pênaltis após empate em 0 a 0, no tempo normal, contra o Independiente. Recebeu, também, o jogo de ida da final da Libertadores de 2017, em que o Grêmio fez 1 a 0 nos argentinos do Lanús. O clube confirmou o título uma semana depois, após nova vitória na Argentina, dessa vez por 2 a 1.

    Como chegar à Arena do Grêmio

    A Arena do Grêmio está localizada na região do Humaitá, na zona norte da cidade de Porto Alegre, a cerca de 8 quilômetros do centro histórico de Porto Alegre.

     

    O estádio pode ser alcançado com a linha 1 (única linha) do Trensurb (metrô de superfície da região metropolitana de Porto Alegre). Você pode pegar o trem na estação Mercado, no centro histórico de Porto Alegre, e descer na estação Anchieta, que fica a cerca de 20 minutos a pé da arena.

     

    Caso prefira evitar essa caminhada, você pode pegar o ônibus especial, que sai ao lado do Mercado Público em dias de jogos e deixa os torcedores na entrada do estádio. Há, ainda, ônibus de linha e lotações que saem da região do Mercado e passam pelo estádio, com o nome Humaitá. Por fim, é possível ir de carro ao estádio, servindo-se dos estacionamentos da própria Arena (a partir de 30 reais) ou da região, cujos preços variam conforme a demanda.

     

    Endereço: Av. Padre Leopoldo Brentano 110, Bairro Humaitá, Porto Alegre.

    Ingressos para jogos do Grêmio

    Os ingressos para os jogos do Grêmio podem ser adquiridos online, no site www.arenapoa.com, ou nas bilheterias do estádio, com alguns dias de antecedência ou antes do início do jogo. A preferência normalmente é dos sócios do clube, então os ingressos podem esgotar rapidamente em jogos mais importantes.

     

    Os preços dos ingressos variam de R$ 50, para uma cadeira atrás de uma das goleiras, a R$ 110, para uma cadeira central nas laterais. No entanto, há opções ainda mais caras no anel de cadeiras Gold ou nos camarotes do estádio.

    Comer, beber e dormir perto da Arena do Grêmio

    A região da Arena não tem muitas opções interessantes de bares e restaurantes. Nos dias de jogo, você pode chegar cedo e comer ou beber nos bares populares ou nos estandes montados no entorno do estádio. Em dias normais, no entanto, o melhor é ficar pelo Centro da cidade ou no bairro mais boêmio de Porto Alegre, a Cidade Baixa (ao lado do Centro) antes de se dirigir ao estádio.

     

    Mais ou menos perto da Arena há algumas opções de hotel, devido à sua proximidade com o aeroporto. Exemplos são o Novotel, o Intercity e o Deville Prime Porto Alegre. No entanto, mesmo nesses casos, não são tão próximos ao estádio e você provavelmente dependerá de um Uber para se deslocar (apesar de ser um trajeto curto de carro), até por questões de segurança.

    Links úteis

    Gremio.net – Site oficial do Grêmio FBPA

    Trensurb.gov.br – Informações sobre o metrô de Porto Alegre