Revelado com Neymar e Ganso, ex-jogador do Santos se aposenta aos 29 anos

 

Se você for torcedor do Santos ou um grande fã de futebol, talvez se lembre do nome Jefferson Café. Revelado junto com Neymar e Ganso, muita gente esperava que Café fosse trilhar uma carreira tão vitoriosa quanto a de seus colegas no esporte. Diferente da expectativa, a realidade foi um pouco diferente, e o ex-jogador anunciou sua aposentadoria com somente 29 anos, se dedicando à uma nova profissão.

A carreira de Jefferson Café começou no time Cabofriense do Rio de Janeiro, jogando na seleção de base da equipe. Na ocasião, jogou com o atacante André, que tempos depois o próprio Café recomendaria o amigo para a comissão técnica do Santos. Enquanto ainda estava no Cabofriense, começou a chamar a atenção por seu desempenho e talento natural com a bola. Foi assim que se destacou para os dirigentes do Santos, time em que foi contratado e conquistou títulos Sub-20 junto com atletas como Neymar, Felipe Anderson, Ganso, Alan Patrick e Rafael Cabral. Muitos torcedores, inclusive, garantem que essa foi a melhor fase do time de base do Santos.

Se hoje o Santos é uma das equipes que superou os 900 gols em pontos corridos do Brasil, na época de Jefferson Café muita coisa ainda estava por vir. Afinal, a geração de “meninos da vila” formados na ocasião fez um sucesso sem precedentes. Porém, algumas decisões mudaram o destino do atleta.

Uma das atitudes que fizeram da carreira de Café uma incerteza e o distanciou de exemplos como Neymar, que hoje é um dos jogadores com maior salário na história do futebol mundial, foi o pedido para deixar o Santos em 2011. No ano anterior o jogador havia vencido com o time a Copa do Brasil, mas por não ver oportunidades de deixar o banco e entrar no gramado, pediu para ser transferido para o Santo André. Assim, Café passou por vários times menores até desistir da profissão e encarar um novo desafio.

Em entrevista, o ex-jogador disse que viu de perto a situação de muitos times pequenos. A falta de salário, ausência total de estrutura e até mesmo o preparo técnico inadequado estiveram presentes na carreira de Café. Embora muitos times pequenos tenham boa cobertura na mídia local, a realidade é que muitos deles passam por situações de dívidas e apertos. Uma possível solução para os próximos anos é o patrocínio vindo de casas de apostas online, especialmente após a MP que Michel Temer assinou para regularizar as apostas esportivas de cota fixa. Se você torcedor ainda não conhece esta modalidade de palpite esportivo legalizado, pode conferir uma análise completa sobre o PlayBonds e demais casas de apostas voltadas para o público brasileiro. A tendência é que elas cresçam e, quem sabe, possam patrocinar times no futuro.

Ainda assim, após várias decepções nas equipes menores de todo o Brasil (o último time que Jefferson Café atuou foi no Paraíso, de Tocantins), o ex-atleta chegou a pedir indicações de seus amigos para técnicos e times, mas obteve pouca ajuda. Por conta disso, começou a trabalhar fazendo “bicos” para sustentar sua família, até decidir aposentar as chuteiras completamente.

O recomeço veio quando Café conseguiu um trabalho de padeiro no estabelecimento de um amigo. Dessa forma aprendeu a fazer tudo do zero, e hoje se sente feliz nessa profissão, embora não tenha deixado para trás as frustrações que o futebol trouxe. Ao comparar com jogadores como Neymar e Ganso, que atualmente está emprestado para o Amiens da França, é difícil não pensar em como as coisas poderiam ser diferentes a partir de algumas decisões de Jefferson. Mas, existem muito mais jogadores como ele do que imaginamos, e o melhor a fazer nesses casos é buscar uma nova profissão para ter poder recomeçar.

 








APOSTA ESPORTIVA