Menu

Sassá – números por Cruzeiro, Botafogo, Náutico e Oeste em competições oficiais

Dicas de Apostas:

Sassá

Luiz Ricardo Alves – conhecido  como Sassá – nasceu no dia 11 de janeiro de 1994, no Rio de Janeiro. O atacante que foi formado na base do Botafogo, atualmente, joga pelo Athletic, time que disputa a Série D do Campeonato Brasileiro.

Início de carreira no Botafogo

De 2009 a 2011, o atacante atuou nas categorias de base do Botafogo. Após se destacar, recebeu a oportunidade de jogar na equipe principal em 2012.

Sassá estreou na equipe profissional no dia 7 de julho de 2012 – mesmo dia no qual o clube apresentou uma de suas maiores contratações: Clarence Seedorf. A partida era contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro.

De 2012 a 2013, o atacante só atuou em 14 partidas, marcando apenas 2 gols. Logo, Sassá saiu dos planos do time carioca.

Primeiro empréstimo

No dia 10 de fevereiro de 2014, o atleta foi emprestado ao Oeste, de Itápolis, para disputar o Campeonato Paulista.

No entanto, o empréstimo durou menos de cinco meses. Sassá só jogou três partidas e não marcou nenhuma vez, sendo liberado porque o time foi desclassificado.

Segundo empréstimo

Em 1 de julho de 2014, foi transferido para o Náutico, por empréstimo, como parte de uma troca envolvendo o atacante Rogério.

No time pernambucano, Sassá disputou 22 partidas, marcando nove gols.

Retorno ao Glorioso

Em 2015, Sassá retornou e permaneceu até 2017 e, neste período, envolveu-se em diversas polêmicas.

Em 24 de outubro, o atacante marcou o seu primeiro hat-trick, contra seu ex-clube, o Náutico.

Nesse mesmo dia, alcançou outra marca: tornou-se o maior artilheiro da Arena Pernambuco, marcando 11 vezes lá.

Em novembro de 2015, Sassá sofreu uma lesão e só voltou a campo em abril do ano seguinte. O jogador voltou em grande estilo marcando o gol da classificação do Botafogo na Copa do Brasil contra o Coruripe.

Em junho, o atleta mostrava-se plenamente recuperado, marcando um novo hat-trick. Dessa vez, a vítima foi o América Mineiro, em partida válida pela Série A.

No final de 2016, sagrou-se como artilheiro do Botafogo no Campeonato Brasileiro, marcando 12 gols.

Apesar disso, as polêmicas já rondavam o jogador. Após uma partida contra o Flamengo, teria ficado muito irritado com sua pouca minutagem no jogo e com o gol perdido por Rodrigo Pimpão. Assim, acabou atirando a camisa do clube, que acabou atingindo um membro da comissão técnica.

Dias depois, envolveu-se em uma briga com torcedores e precisou ser contido por seguranças do clube.

Mas, não parou por aí.  Na última rodada da Série A, discutiu com um atleta do Grêmio. O então técnico na época, Jair Ventura, irritado, discutiu com o atleta e o substituiu no intervalo da partida.

Sassá ainda causou nas redes sociais, postando fotos polêmicas e indiretas para o clube, sendo muito criticado pela torcida.

Fora de campo, o jogador era visto em muitas festas da noite carioca e chegou a bater o carro.

Com tudo isso, no início de 2017, o atacante foi afastado pelo clube e não chegou a ser inscrito para as primeiras fases da Copa Libertadores. Mas, depois  da classificação para a fase de grupos, Sassá foi reinscrito.

Em jogo contra o Vasco, pelo Campeonato Carioca, completou 100 jogos com a camisa do Botafogo.

Em maio, a situação ficou insustentável. Em uma tentativa de renovação, apesar de todas as polêmicas, o jogador teria pedido uma quantia muito alta, o que foi definitivo para o afastamento de Sassá.

Atuação no Cruzeiro

No dia 6 de junho de 2017, acertou sua ida para o Cruzeiro. No entanto, o Botafogo permaneceu com 50% dos direitos do atacante. A transferência também envolveu uma troca pelo jogador Marcos Vinícius – o time mineiro tinha a mesma porcentagem de diretos sobre o jogador.

Sassá já chegou criando polêmica na apresentação. O jogador disse que o Cruzeiro era outro nível e que lá brigaria por títulos de maior expressão.

Em 16 de julho de 2017, marcou o primeiro gol com a camisa do time mineiro, contra o Flamengo.

Na Copa do Brasil de 2018, o atacante se envolveu em nova confusão. Após agredir com um soco Mayke – que pertencia ao Cruzeiro, mas estava emprestado ao Palmeiras –, ficou seis jogos suspenso.

Após 92 partidas e 20 jogos pelo clube, foi emprestado pela primeira vez.

Empréstimo ao Coritiba

No dia 20 de janeiro de 2020, o Coritiba anunciou que estava contratando Sassá por empréstimo.

Menos de um mês depois, o atacante marcou dois dos seis gols na vitória sobre o União Beltrão. Assim, chegou ao seu terceiro gol em três jogos, seu melhor início de temporada na carreira profissional.

Mesmo assim, Sassá parecia não ter se cansado de se envolver em polêmicas. Em setembro, após uma derrota para o Athletico, com o time na zona de rebaixamento, fotos do jogador em uma festa foram divulgadas.

Mais do que confraternizar em um momento difícil para o clube, a atitude também violava as recomendação sanitárias por conta da Covid-19.

Assim, o atleta foi afastado e, posteriormente, teve o contrato rescindido.

Empréstimo ao Marítimo

Em 29 de janeiro de 2021, Sassá assinou novo contrato de empréstimo, dessa vez, para um time da primeira divisão portuguesa, o Marítimo.

Por lá, o atacante só jogou sete partidas e não chegou a marcar. Mas, como não era novidade, não deixou de criar nova polêmica.

Em março, o jogador lesionou o joelho esquerdo e ficou em pedido de entrar em campo. Mas, o que desagradou ao clube foi que ele optou por se recuperar no Brasil e não justificou a sua ausência nos trabalhos com o grupo.

Na época, Sassá foi dispensado por justa causa. No entanto, em 2022, ele obteve uma vitória judicial e recebeu mais de R$ 600 mil em indenização. Isto porque a justiça decidiu que a demissão não foi justa.

Curta passagem pelo CSA

Em 8 de abril de 2022, o CSA anunciou a contratação do atacante. Menos de quatro meses após assinatura do contrato, finalizou o seu vínculo.

Na chegada ao CSA, Sassá pediu um tempo de preparação especial, tendo em vista que ele não jogava há mais de um de ano.

No entanto, o atacante não se firmou entre os titulares e atuou em apenas seis partidas, sem marcar gols.

Para justificar o fim tão repentino do vínculo, o diretor de Futebol, Raimundo Tavares, disse que “acabou o contrato”.

Nova chance no Athletic

Após tantos clubes e confusões,  Sassá recebeu uma nova oportunidade no fim de 2022.

O Athletic – clube que em 2023 disputará o Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e a Série D – contratou o jogador.

Sassá definiu a ida para o time como uma oportunidade de “voltar a jogar, voltar a ser feliz”.