Menu

Números de Alexis Sánchez

Quais são os números de Alexis Sanchez em sua carreira?

Números de Alexis Sánchez atuando em competições oficiais por Manchester United, Arsnal, Barcelona e Udinese: total de jogos, gols e assistências

!function(e,t,s,i){var n=”InfogramEmbeds”,o=e.getElementsByTagName(“script”)[0],d=/^http:/.test(e.location)?”http:”:”https:”;if(/^\/{2}/.test(i)&&(i=d+i),window[n]&&window[n].initialized)window[n].process&&window[n].process();else if(!e.getElementById(s)){var r=e.createElement(“script”);r.async=1,r.id=s,r.src=i,o.parentNode.insertBefore(r,o)}}(document,0,”infogram-async”,”https://e.infogram.com/js/dist/embed-loader-min.js”);

Alexis Alejandro Sánchez, também conhecido como Alexis Sánchez, nasceu no dia 19 de dezembro de 1988, na cidade de Tocopilla, no Chile. Com grande destaque no Barcelona e no Arsenal, o atacante joga atualmente no Olympique de Marseille, da França.

Categorias de base

O jovem Alexis teve uma pequena passagem pela Universidade Católica, mas não deu certo. Logo em seguida, ingressou ao Escola Bernardo O’Higgins, onde permaneceu durante três anos. O atacante começou a chamar atenção no Cobreloa, clube chileno.

Com apenas 16 anos, o jogador subiu para o profissional da equipe. Assim, a estreia aconteceu contra Deportes Temuco, mas o 1° gol ocorreu diante do Deportes Concepción. Além de jogar o campeonato nacional, Sánchez também esteve em campo na Libertadores de 2005, ganhando destaque e holofotes do futebol europeu.

Udinese compra o jovem Sánchez

Após um ano no Cobreloa, Alexis começou a ser ligado a vários times do futebol europeu, assim, a Udinese pagou três milhões de euros e assinou com o jovem chileno. Entretanto, foi emprestado para o Colo-Colo. O objetivo do clube italiano era dar experiência ao atacante.

No início da trajetória na equipe do Colo-Colo, Sánchez esteve no banco de reservas, mas conquistou espaço por conta dos bons jogos. Dessa forma, se tornou titular do time nos anos de 2006 e 2007. Com boa visão de jogo, o atleta atuou mais na ponta-esquerda, responsável também pelas jogadas de velocidade da equipe. Na Libertadores de 2007, contra o Caracas FC, Alexis marcou o 1° hat-trick da carreira. Por fim, conquistou duas vezes o Campeonato Chileno.

O empréstimo terminou em junho de 2007, mas a Udinese decidiu manter o jogador emprestado. Dessa forma, o River Plate contratou o atacante. A passagem na argentina foi boa para o chileno, afinal, ganhou mais experiência e marcava muitos gols. O time italiano sabia que Sánchez deveria jogar na Europa. Então, em 2008, Alexis ingressou ao time principal da Zebrette.

Destaque na Europa e chegada ao Barcelona

A estreia com a nova camisa aconteceu diante do Bassano, em um amistoso de pré-temporada. Entretanto, o grande destaque na temporada 2008/09 da Udinese foi na UEFA Europa League. O time fez uma campanha positiva e chegou até as quartas de final da competição. O jogador permaneceu até 2011 no clube. Em resumo, participou de 112 partidas, balançou as redes em 21 oportunidades e deu 20 assistências.

Para reforçar o ataque, o Barcelona decidiu pagar 26 milhões de euros para ter o passe do chileno. Sánchez chegou com grandes expectativas na equipe da Catalunha, afinal, mostrou um bom desempenho na Udinese.

No Barça, a estreia aconteceu contra o Villarreal, pela 1ª rodada do Campeonato Espanhol 2011/12. Com um gol, Alexis ajudou a equipe na vitória pelo placar de 5 x 0. Logo no jogo seguinte, o jogador deu uma assistência diante da Real Sociedad. Contudo, sofreu uma lesão e ficou de fora de oito jogos da La Liga.

Em resumo, na 1ª temporada com a camisa do Barcelona, foram 41 jogos (31 entre os titulares), 14 gols e sete assistências. Entretanto, as lesões atrapalharam a época 2011/12. Apesar disso, conquistou o carinho dos fãs e respeito.

Na temporada 2012/13, mais lesões surgiram na carreira de Sánchez. Dos 46 jogos em que disputou, foi titular em 28 oportunidades. Todavia, marcou 11 gols e deu 14 assistências. O jogador também ficou mais uma época no clube, mas queria mais tempo entre os titulares. Então, em julho de 2014, o Arsenal pagou 42 milhões de euros pelo jogador.

No Barcelona, Alexis participou de 141 jogos, balançou as redes em 46 oportunidades e deu 37 assistências. Conquistou a Supercopa da Uefa (2011/12), o Mundial de clubes de 2011, Supertaça da Espanha (2011/12, 2012/13 e 2013/14) e o Campeonato Espanhol (2012/23).

O auge no Arsenal

Sánchez chegou ao Arsenal com moral, o então treinador, Arsène Wenger, elogiou o atacante. Na equipe londrina, Alexis se tornou um dos principais nomes do elenco. Marcou 25 gols logo na 1ª temporada no clube. Todavia, o Arsenal vivia uma das épocas mais complicadas da história.

Apensar de disputar títulos, o time mostrava problemas durante a temporada. Entretanto, o chileno não parecia arrependido de trocar o Barcelona pelo Arsenal. Ao lado de Ozil, o jogador viveu grandes momentos na equipe londrina, conquistou alguns títulos e marcou história no clube.

A temporada 2016/17 foi a mais artilheira do jogador. Com problemas na posição de centroavante, Sánchez foi escalado mais perto do gol em diversas oportunidades. Dessa maneira, em 51 jogos, marcou 30 gols e deu 18 assistências. Alexis foi o 3° artilheiro daquela edição de Premier League. A boa fase também continuou na Seleção Chilena, afinal, conquistou duas vezes a Copa América.

A boa fase no Arsenal começou a desaparecer na época 2017/18, quando o jogador sofreu com lesões. Além disso, por opção técnica, o atacante não foi relacionado para vários jogos do clube londrino.

Com isso, clubes da Europa estavam de olho na situação de Sánchez. O Manchester United ganhou a disputa, pagou 34 milhões de euros e adquiriu Alexis. Em contrapartida, Henrikh Mkhitaryan foi para o Arsenal.

Alexis participou de 166 jogos nos The Gunners, marcou 80 gols e deu 45 assistências. Conquistou a FA Cup (2014/15 e 2015/16) e a Supertaça da Inglaterra em 2015. O jogador chegava ao Manchester United com a camisa sete, número importante na história do clube.

A decepção no Manchester United 

Apesar de ser titular durante o restante da temporada 2017/18, Sánchez não mostrou o mesmo futebol do Arsenal, rapidamente perdeu espaço no elenco. A passagem pelo Manchester United durou um pouco mais de um ano, ou seja, não funcionou e decepcionou os fãs. Em resumo, foram 45 jogos, cinco gols e nove assistências. O time inglês decidiu emprestar o jogador a Internazionale.

Na Itália, viveu bons momentos, mas longe de ser o mesmo Alexis de antes. Foi titular durante algumas partidas, conquistou o Campeonato Italiano e a Supertaça da Itália, mas também teve lesões.

Em 109 partidas, marcou 20 gols e deu 23 assistências. Em agosto de 2022, o jogador rescindiu com o clube italiano e assinou com o Olympique de Marseille, com contrato até junho de 2023.

Os números de Alexis Sánchez tiveram como fontes: footstats.net, ogol.com.br, transfermarkt.com e soccerway.com

– VEJA TAMBÉM:

Números de Alexis Sánchez